gimba @ 12:37

Ter, 10/02/09

Já não era sem tempo! Lisboa fica um bocejo sem elas. Vem o mês de Agosto e é sempre a mesma coisa: Ao princípio sentimos a falta de não se sabe bem o quê… Parece que a cidade está diferente, mas não sabemos explicar a lacuna. E desculpamo-nos com a invasão de turistas, os animais abandonados ou os calores do estio. É a monótona silly-season. Mas... esperem… «silly» faz-nos lembrar qualquer coisa… Mas não é ainda suficiente… Ah, eis que chega Setembro e o mistério fica resolvido! É claro como água! As “tias” estão de volta!

Bem nos parecia que faltava algo na capital. Não era apenas a ausência notória de automóveis, de gente, de políticos arrogantes e respectivas asneiradas. Eram as “tias”! As nossas queridas “tias”!
Durante um mês inteiro, Lisboa não viu aquelas madeixas L’óreal, não cheirou aqueles perfumes Dior ou Chanel, não ouviu perguntar pela Pitta nem pela Xaxão, não provou aqueles bafos de sex-bomb! E sobretudo não sentiu no pelo aquela atracção de femmes-fatales ricas, aparecendo de blusa desapertada ao volante dos seus Cherokees!
Não! As “tias” foram desapertar blusas para outro lado: Albufeira-City e seus arredores escaldantes - onde fazem rodeos e outras acrobacias com os Camarinhas do séc XXI! Entre uma ida à discoteca da moda e uma ressaca na praia, o que é que elas fazem? Fazem falta, é o que eu vos digo…
E quando vejo na capa das revistas que as rainhas do avionete-set «Têm tudo do melhor e não trabalham», só me rio! Não trabalham, mas aumentam dia-a-dia o “produto-interno-bruto”! Sejam, portanto, bemvindas a Lisboa!




Pesquisar
 
Arquivo
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D